domingo, junho 20Campos Altos - Minas Gerais - Brasil
Shadow

Espaço Agrícola

Produtores do Cerrado Mineiro investem no plantio de novas cultivares de café

Produtores do Cerrado Mineiro investem no plantio de novas cultivares de café

Destaques, Espaço Agrícola
A procura por cultivares de café melhoradas geneticamente tem aumentado entre os cafeicultores do Cerrado Mineiro. De acordo com viveiristas da região, novos materiais como MGS Paraíso 2, Arara, Catucaí Amarelo 2SL, entre outros, representaram entre 70% e 80% das mudas adquiridas nos últimos três anos. No Campo Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em Patrocínio, onde há comercialização de sementes, a busca pelas cultivares desenvolvidas pelo Programa de Melhoramento Genético do Café da empresa, em parceria com a Embrapa Café e as universidades federais de Lavras e de Viçosa, corresponde a cerca de 70% do total. “Dentre as mais procuradas, três são do Programa de Melhoramento da Epamig - MGS Paraíso 2, Topázio MG 1190, e MGS Aranãs, e uma é do grupo
O dólar fechou em alta de 0,67%, cotado a R$ 5,0687 Por:

O dólar fechou em alta de 0,67%, cotado a R$ 5,0687 Por:

Destaques, Espaço Agrícola
MELLÃO MARTINI NEGÓCIOS EM CAFÉ Publicado em 09/06/2021 às 17:40h. A bolsa de N.Y. finalizou a quarta-feira em baixa, a posição julho oscilou entre a máxima de +1,90 pontos e mínima de -1,85 fechando com -0,50 pts. O dólar fechou em alta de 0,67%, cotado a R$ 5,0687. Europa deverá consumir 32,5% desse volume, Ásia & Oceania 21,9%, América do Norte 18,9%, América do Sul 16,2%, África 7,3% e México & América Central 3,2%, no ano-cafeeiro 2020-2021. O consumo mundial de café no ano-cafeeiro 2020-2021, deverá atingir o volume físico equivalente a 167,58 milhões de sacas de 60kg, o que representa um acréscimo de 1,9%, em comparação com o consumo registrado no ano-cafeeiro anterior, que foi de 164,43 milhões de sacas. Neste ano-cafeeiro em curso, a Europa será responsável 32,5% do con
Produção de grupo de Campos Altos aumenta 155%

Produção de grupo de Campos Altos aumenta 155%

Destaques, Espaço Agrícola
ATEG CAFÉ + FORTE ESCRITO POR JULIANA FIDELIS, DE UBERABA 17/05/2021 . SISTEMA FAEMG, SENAR Um grupo de 27 propriedades da região de Campos Altos, inseridas no Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Café + Forte, apresentou um crescimento de 155,6% na produção. Na safra 2019/2020, a produção conjunta foi de 18.276,5 sacas em 351 hectares, bem acima das 7.150,5 colhidas na safra 2018/2019, em uma área de 300 hectares. Em relação à produtividade geral do grupo, o aumento foi de 118%, passando de 23,9 para 52,1 sacas por hectare, em média. O relatório foi apresentado na reunião de benchmarking com os produtores para avaliação dos resultados do primeiro ciclo do programa, desenvolvido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES. O encontro ocorreu de forma on-line e presencial, na sede do Si
Inscrições abertas para concurso de cafés em Nepomuceno, no Sul de Minas

Inscrições abertas para concurso de cafés em Nepomuceno, no Sul de Minas

Destaques, Espaço Agrícola
AGÊNCIA MINAS Interessados já podem se inscrever para o 2º Concurso de Qualidade dos Cafés de Nepomuceno, município do Sul de Minas. A disputa é promovida pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), pela Associação de Cafeicultores Flor de Café e pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Nepomuceno, além de contar com o apoio da prefeitura.  A inscrição é gratuita e pode ser feita no escritório da Emater-MG, localizado no Terminal Rodoviário de Nepomuceno, ou na sede da Flor de Café, na Rua Francisco Custódio da Veiga, 186, Centro. No ato da inscrição, os cafeicultores devem entregar as amostras dos grãos concorrentes. Podem participar cafeicultores com propriedades em Nepomuceno, com amostras de café Arábica produzidas no ano de 2021.
Cafeicultor de Campos Altos vence concurso de qualidade de cafés

Cafeicultor de Campos Altos vence concurso de qualidade de cafés

Espaço Agrícola
“Foi uma satisfação muito grande ter sido classificado em 3o lugar do cerrado, na categoria natural do 170 concurso de qualidade dos cafés de Minas Gerais promovido pela EMATER – MG. A cada ano o investimento em qualidade por parte dos produtores de café vem aumentando e se destacar num concurso onde quantidade de amostras inscritas é tão grande torna-se um incentivo para aprimorar processos sempre buscando qualidade e excelência. A história da nossa família se confunde com a história de Campos Altos, e o café sempre foi a principal fonte de renda da família. Meu bisavô coronel Frederico Franco foi um dos pioneiros no cultivo deste em nossa cidade. Sou a 4a geração de cafeicultor e tenho certeza que meus filhos e netos continuarão com nosso legado na cafeicultura camposaltense,” conforme
Cooxupé apoia indicação de Vanusia Nogueira para diretoria executiva da OIC

Cooxupé apoia indicação de Vanusia Nogueira para diretoria executiva da OIC

Espaço Agrícola
Cooperativa acredita em suas qualificações para o exercício do cargo e reforça a importância para o País em ter um representante na Organização Internacional do Café Phábrica de Ideias - Assessoria de Comunicação A Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé) reforçou seu posicionamento a favor da indicação da atual diretora executiva da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), Vanusia Nogueira, para cargo na diretoria executiva da Organização Internacional do Café (OIC). "Apoiamos a indicação da Vanusia Nogueira ao cargo de diretora executiva da OIC, pois estamos convictos da sua competência e conhecimento para exercício do cargo, em defesa dos interesses da cafeicultura mundial", declara o presidente da cooperativa Carlos Augusto Rodrigues de Melo, destac
Quatro corporações monopolizam 50% do estoque global de sementes

Quatro corporações monopolizam 50% do estoque global de sementes

Destaques, Espaço Agrícola
Patentes bilionárias sobre sementes impossibilitam a diversificação e adaptação climática de culturas ao redor do mundo Um levantamento da emissora alemã Deutsche Welle aponta que, na prática, apenas quatro corporações monopolizam mais de 50% do estoque de alimentos do mundo – Bayer, Corteva, ChemChina e Limagrain. Donas de patentes bilionárias por modificações de sementes, as empresas criminalizam agricultores que usarem culturas diversas. Graças às regras, produtores do mundo todo se veem presos a contratos que impossibilitam a adaptação das sementes às mudanças climáticas – e ameaçam a segurança alimentar de milhões ao redor do mundo. Campo com plantação no Azerbaijão, em junho de 2012 (Foto: UN Photo/FAO) Até a década de 1990, a troca e comercialização de sementes era livre. A
Governo lança plano de promoção da agricultura de baixo carbono

Governo lança plano de promoção da agricultura de baixo carbono

Destaques, Espaço Agrícola
Objetivo é avançar em soluções sustentáveis para produção no campo Publicado em 20/04/2021 - 18:17 Por Agência Brasil - Brasília O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou hoje (20) o Plano ABC+ 2020-2030. O plano traz as estratégias do governo para a promoção da agricultura de baixa emissão de carbono na próxima década. O objetivo, segundo o ministério, é avançar nas soluções sustentáveis para a produção no campo e a melhoria da renda do produtor rural, com foco no enfrentamento da agropecuária às mudanças do clima. Entre os conceitos adotados no ABC+, está o da Abordagem Integrada da Paisagem (AIP), que prevê a gestão integrada da propriedade rural. A AIP estimula o uso eficiente de áreas com aptidão para produção agropecuária, e a regularização ambiental