sábado, outubro 23Campos Altos - Minas Gerais - Brasil
Shadow

5 Motivos Para Não Utilizar Água da Torneira no Radiador!

Você coloca água da torneira no radiador do veículo? Confira o porquê isso pode prejudicar o funcionamento do sistema de arrefecimento do motor.

O sistema de arrefecimento do motor é responsável por manter a temperatura de trabalho constante, garantindo o pleno funcionamento do motor na faixa de temperatura ideal, garantindo o rendimento e evitando possíveis danos que possam ocorrer devido a alta temperatura.

Para que o sistema funcione, é necessário o uso de fluído de arrefecimento, normalmente composto de água desmineralizada e aditivo.

Infelizmente o uso de água filtrada ou mesmo da torneira é comumente empregado para este fim, porém muitos não sabem o motivo desta prática não estar certa.

Porque não utilizar água filtrada ou da torneira no sistema de arrefecimento do motor?

A água filtrada ou da torneira, é composta por moléculas de H2O (molécula de água) e sais minerais, dentre eles temos o cloro e flúor.

 
Sistema de Arrefecimento do Motor Fonte: Blog da Agda Oliver

Estes sais podem acumular em certas regiões, acelerando o processo de oxidação e desgaste de algumas partes metálicas e mangueiras.

cloro presente na água pode reagir em contato com o alumínio presente nas peças do motor, formando o cloreto de alumínio e oxidando o material.

Radiador Fonte: Canal da Peça

 

A água tem seu o ponto de fusão (transição do estado sólido para o líquido) e ebulição (transição do estado líquido para gasoso) próximos a 0°C e 100°C, respectivamente.

Estas duas temperaturas já justificam a não utilização de água, filtrada ou da torneira, nos sistemas de refrigeração.

Isso porque em alguns países a temperatura pode chegar a valores negativos (abaixo de 0°C) e nestas temperaturas a água se solidifica inviabilizando a troca térmica do sistema.

Os motores mais modernos trabalham com temperaturas entre 85° e 100° para obter maior eficiência.

Temperaturas próximas a 100°C provocam a ebulição da água, formando vapor e bolhas de ar nas galerias do motor e na linha por onde o fluído de arrefecimento circula.

Colocando Fluido de Arrefecimento Fonte: Mãos ao Auto

A presença dessas bolhas e vapor provoca a queda do rendimento, prejudicando o funcionamento da bomba d’água, e a temperatura de trabalho do motor sobe, levando ao superaquecimento do mesmo, muitas vezes empenando bloco ou cabeçote.

A água correta a ser utilizada é a água desmineralizada, porém com o auxílio de aditivos.

Porque o uso de aditivos se já possuímos água desmineralizada?

Os aditivos possuem 4 funções principais, sendo elas:

  1. Diminuir a temperatura de fusão da mistura;
  2. Elevar a temperatura de ebulição da mistura;
  3. Conservar os componentes mecânicos;
  4. Melhora da troca térmica do sistema.

Confira o vídeo do Daniel Manutenção Automotiva o que a falta de aditivo pode provocar no cabeçote do seu motor

Este primeiro item é destinado a países onde a temperatura do ambiente pode alcançar valores negativos e o aditivo garante que a mistura estará no estado líquido quando o sistema for requisitado. Os aditivos são responsáveis por aumentar a resistência do fluído ao congelamento, sendo que a fusão se dá a -30°C.

Deixe um comentário